Fluconazol – Programa Viver sem Candidíase


COMPARTILHE AGORA MESMO
Avalie este post

O Fluconazol é um remédio antimicótico que pode ser encontrado como comprimido, pomada ou injeção, e é usado no combate à infecções causadas por fungos.

Os principais sintomas das infecções fúngicas são dores, ardência e deformidades no corpo onde os fungos se encontram. Os que podem causar essas enfermidades (onicomicose, Tinea cruris, Tinea pedis, etc.) são geralmente Candida Spp e Microsporum Spp, mas espécies como Blastomyces dermatitides, Cryptococcus neoformans e Histoplasma capsulatum também podem provocar doenças. Este medicamento pode ser encontrado diferentes nomes nomes, entre eles: Candizol, Flucazol, Flucomed, Riconazol, Triazol, Monipax, Pronazol, Fluconal, Fluconeo, Flunazol, Flutec, Glyfucan, Lertus, Unizol, Zelix, Zoltec e Zoltren.

Conheça o programa Viver sem Candidíase

Se você está lendo este texto, provavelmente está com algum problema relacionado à candidíase ou outro fungo, por esta razão, apresento-lhes o programa VIVER SEM CANDIDÍASE:

O Programa Viver Sem Candidíase é um programa natural fácil de expulsa o fungo da cândida do seu organismo através de princípios científicos.

O eBook elaborado em 5 partes, foi criado para que você através de mudanças graduais, assuma o controle da sua vida e elimine permanente a candidíase.

Neste maravilhoso programa você saberá em detalhes o que comer, o que evitar e quais mudanças deve fazer para eliminar candidíase e não permitir que ela volte nunca mais.

Faça como milhares de brasileiros, adquira já o eBook e viva sem Candidíase!

fluconazol viver sem candidiase

Fluconazol Bula

O Fluconazol é um medicamento composto de lactose, laurilsulfato de sódio, estearato de magnésio e croscarmelose sódica. O Fluconazol é indicado para o tratamento de candidíase vaginal aguda recorrente e também para a prevenção de candidíase vaginal recorrente (3 ou mais ocorrências ao ano), além de outros tipos de infecções fúngicas, como as dermatomicoses.

Os efeitos colaterais do Fluconazol podem incluir dor de barriga, náuseas, vômito, erupção na pele, diarreia, alteração nas funções hepáticas, dificuldade para respirar, inchaço nas pálpebras, face ou lábios, coceira pelo corpo e icterícia.

Este medicamento é contraindicado em casos específicos, por exemplo, para pessoas com hipersensibilidade (alergia) ao Fluconazol ou a compostos azólicos em geral (classe química do Fluconazol), ou a qualquer componente de sua fórmula.

Seu uso por mulheres grávidas também é contraindicado, já que pode causar má formação do embrião nos três primeiros meses da gestação. Após esse período, o uso é possível, apenas em doses pequenas e por curtos períodos de tempo. Portadores do vírus HIV podem sofrer reações adversas, como descamação. Em pacientes com problemas nos rins, a dosagem deve observar a elevação das enzimas hepáticas e a taxa de filtração glomerular. Ainda, caso tomado em em altas doses, o Fluconazol pode causar alucinações e paranoia.

Este medicamento pode reagir negativamente com outros como terfenadina (antialérgico), cisaprida, astemizol, eritromicina, pimozida e quinidina, podendo causar arritmia cardíaca. Lactantes só podem usar o Fluconazol sob orientação médica.

Preço do Fluconazol

Os preços podem ser diversos, dependendo do fabricante. Por exemplo, a Medley disponibiliza um único comprimido de 150mg por um preço de R$1,50 até R$3,00. Uma caixa com mais comprimidos pode custar de R$15,00 a R$30,00.

Na sua versão em pomada, o Fluconazol é encontrado pelo nome de Nitrato de Miconazol, por valores que variam de R$12,00 a R$15,00. Já os cremes (mais caros), podem sair por até R$25,00.

Fluconazol 150mg

Em seu formato de comprimido, geralmente o Fluconazol é comercializado na dosagem de 150mg por unidade. Como veremos um pouco à frente, seu uso, em geral, não excede à recomendação de 1 comprimido por dia. O que varia é o tempo de uso do medicamento, conforme a doença que se está querendo combater.

Fluconazol pomada

Além do comprimido, o Fluconazol também pode ser encontrado na forma de pomada. O uso da pomada deve ser feito, espalhando cerca de 1cm de pomada por 10cm de pele, ou de qualquer parte que esteja afetada pela micose.

Fluconazol comprimido

A medida mais comum para o comprimido de Fluconazol é 150mg. Além de sua forma em comprimido, pomada e creme, o Fluconazol também pode ser aplicado pela via intravenosa.

Fluconazol: Para que serve?

fluconazol

O Fluconazol é utilizado no tratamento e na prevenção de infecções causadas por fungos. Sendo a principal a candidíase, em suas diversas formas (vaginal, oral, peniana, esofagal e sistêmica), causada pelos fungos Candida spp, cujo tratamento e profilaxia falaremos um pouco, mais adiante. O Fluconazol age no organismo impedindo a produção de compostos (esteroides) necessários à sua sobrevivência e inibindo seu crescimento. Por ser bem absorvido pela via oral, em questão de 30 minutos a 6 horas o medicamento atinge o nível sanguíneo. Em média, o tempo de alívio dos sintomas com a administração de uma dose de 150mg é de 1 dia, mas pode variar de 1 hora a 9 dias.

O Fluconazol também serve no combate e erradicação de infecções fúngicas como dermatomicoses (infecções fúngicas na pele e nos seus anexos), como por exemplo, na unha, conhecidas popularmente como micoses. Alguns exemplos dessas infecções são Tinea pedis (frieira), Tinea corporis, Tinea cruris (micose de virilha), Tinea ungium (onicomicose, na unha), Coccidioidomicose, Criptococose e Blastomicose.

Fluconazol depende de receita médica?

Por motivos de contraindicações, o acompanhamento médico é imprescindível. Tanto seu uso quanto o modo de dosagem devem ser aconselhados pelo médico por meio de consulta, com a necessidade de receita médica. Some isso às restrições no uso do medicamento, bem expressas na bula, que incluem os casos em que o medicamento não pode ser tomado (como no caso de pacientes com problemas cardíacos, renais ou hepáticos, bem como grávidas de até 3 meses, lactantes, portadores do HIV ou usuários de uma série de medicamentos que podem ter interações com o Fluconazol), e os casos onde o exagero do remédio pode causar efeitos colaterais desagradáveis e os casos em que o seu uso no tratamento deve ser interrompido, conforme o estado do paciente.

Fluconazol: como tomar

Por isso, o uso do Fluconazol deve seguir as orientações de um médico conforme a posologia apontada na receita médica. A dosagem do medicamento varia conforme a doença que se esteja combatendo, prevenindo e seu grau de infecção. Para dermatomicoses e demais infecções fúngicas, o recomendado é um comprimido de 150mg diário por um período de 2 a 4 semanas. No caso de micose nas unhas (Tinea ungium), recomenda-se uma dose de 150mg por semana, até a micose desaparecer (algo em torno de 6 semanas).

Tratamento de candidíase com Fluconazol

No tratamento da candidíase, principal doença combatida pelo Fluconazol, as dosagens são diferentes. Dependendo da intensidade da infecção, será necessária a aplicação intravenosa do medicamento, mas em geral, o uso dos comprimidos, restaura a saúde do paciente. Havendo candidíase vaginal ou peniana, o tratamento é feito com a ingestão de uma dose única de 1 comprimido de 150mg, durante um período de 15 a 30 dias, dependendo do que o profissional médico prescreva. Na caso de uma candidíase vaginal recorrente, deve ser administrada uma dose mensal única de 150mg, durante 4 a 12 meses. E para prevenir e conhecer o programa Viver sem Candidíase como citado acima, clique no botão abaixo:

Deixe uma resposta